Os novos modelos de negócio e de consumo disruptivos

20 Abril, 2016

Foco

As novas tecnologias peer to peer e as redes sociais têm tido um impacto no aparecimento e proliferação de novas formas de negócios disruptivos que pretendem promover uma economia partilhada como alternativa social e económica às necessidades e desafios do futuro.

Para melhor conhecer esta realidade realizamos um estudo sobre plataformas de consumo colaborativo nas áreas alojamento, transportes e troca de bens e analisámos várias plataformas em termos de observância dos direitos dos consumidores nomeadamente em matéria de informação que é disponibilizada, do respeito pela privacidade e pela proteção de dados. Vamos apresentar e discutir os resultados do estudo e perspetivar uma oferta que melhor acautele os interesses dos consumidores.

A economia partilhada é uma tendência ou veio para ficar?
Que desafios se colocam às necessidades e interesses dos consumidores?
O interesse das empresas é a partilha e o acesso a recursos ou será uma forma mais barata e simples de participarem no mercado com menos obrigações legais?
Regulamentar estes modelos pode ser uma forma de lhes definir limites ou criar obstáculo ao seu desenvolvimento?

Painel de Oradores

Cândida Rato,  empreendedora social, consultora e formadora em Sustentabilidade, Gestão de Qualidade e Ambiental e Economia da Partilha. Fundadora da The People Who Share – Portugal.

Joana Carvalho, doutoranda da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa em Sharing Economy.

Carolina Gouveia, jurista do Departamento de Estudos e Apoio ao Consumidor da DECO.

A moderação fica a cargo de Sílvia Oliveira, Diretora do Dinheiro Vivo.

Data, horário e local

Dia 24 de Maio| 17.30 às 19.30 horas| Fundação Cidade de Lisboa| Lisboa

Registo

A participação é gratuita mas precisa de registo. Registe-se já, garanta o seu lugar.

Sobre os Ciclos de Debate Consumo

 

Validação

Parceiros

  • Parceiro
  • Media Partner
  • Media Partner